English - Español - Française

domingo, 25 de janeiro de 2015

Gênesis 6:14-22

– Noé! – uma voz estrondosa o chamou.
Noé olhou para cima, procurando pelo dono da voz.
– Pois não, Senhor?
– Terminou a Arca?
– Terminei, sim. Veja só como ela está maravilhosa! Usei da melhor madeira de gofer que encontrei, enchi-a de compartimentos e mandei betumá-la toda por dentro e por fora, assim como o Senhor ordenou. São trezentos côvados de comprimento, cinquenta côvados de largura e trinta côvados de altura.
– E por que demorou tanto para fazê-la?
– Demorei um pouco porque eu tive que pesquisar o que é “côvado”, para depois fazer a conversão de côvados para metros. Foi então que me dei conta de que não tem onde eu pesquisar, nem enciclopédias, nem googles, nem nada. Por isso eu demorei. Bem, resumindo, demorei um pouco, mas aqui está a Arca, linda e maravilhosa!

– E os animais, já estão todos dentro da Arca?
Noé engoliu em seco.
– Então... a maioria já entrou, sim. Mas tem uns que ainda não chegaram...
– Como assim, Noé? Eu quero mandar o dilúvio ainda hoje! Preciso que essa Arca esteja pronta logo!
– Mas, Senhor, a culpa não é minha!
– É minha, então?
– Claro que não, Senhor. Desculpe-me se O ofendi. Mas é que tem animais que vivem longe daqui.
– Explique-se melhor.
– O casal de lhamas, por exemplo, que está vindo da Bolívia. La Paz é muito alta, o Senhor sabia? Bem, claro que o Senhor sabe, pois foi o Senhor que inventou La Paz. Mas então, La Paz fica a mais de três mil e quinhentos metros de altitude. Esse casal de lhamas tem que descer mais de três mil e quinhentos metros, depois atravessar o Oceano Atlântico e chegar aqui no Oriente Médio. Deve ser por isso que essas lhamas estão demorando, Senhor.
– Não é mais uma de suas desculpas esfarrapadas, Noé?
– Não, Senhor. Eu juro pelo Senhor.
– E depois que esse casal de lhamas chegar, posso enviar o dilúvio?
– É... então...
– Que animais estão faltando, além das lhamas, Noé?
– O casal de pandas, Senhor.
– Cadê o casal de pandas, Noé?
– Então, eu tentei escolher o casal mais rápido, para que pudessem vir da China o mais rápido possível. Mas acho que falhei, Senhor. O Senhor sabe como esses pandas são lentos, não é?
– Noé, me dê uma notícia boa, pelo menos.
– Uma notícia boa? Mas claro, Senhor. O Senhor vai gostar de saber que o casal de cachorros já está na Arca. Deixei entrar só os dois beagles, que são os mais bonitinhos.
– Hum... Isso vai ser bom, porque as pessoas gostam de cachorros. No futuro, Noé, o que vai mover a humanidade vai ser vídeos e fotos de cachorrinhos!
Noé apenas sorriu.
– Mas, Senhor. Posso fazer uma pergunta?
– Faça!
– Precisa mesmo desse casal de baratas?
– Bem, precisar não precisa. Mas sabe como são as baratas... mesmo se deixá-las aí, à mercê do dilúvio, elas vão conseguir sobreviver.
– Ah, Senhor, estava quase me esquecendo. Apesar de o kiwi ser um pássaro, ele não voa. Então, um casal deles saiu da Nova Zelândia faz uns cinco meses, mas como estão vindo a pé, creio que vão demorar mais um pouquinho.
Vai logo, kiwi!!

– Como é que pode, Noé? Pensei que você fosse mais eficiente! Mais algum problema, Noé?
– Os pinguins, Senhor. Os pinguins e os ursos polares já estão começando a reclamar do calor.
– E do Brasil, Noé. Não vai ter animal algum do Brasil?
– Vai, sim! A maioria já está dentro da Arca: um casal de onças-pintadas, um casal de tamanduás-bandeira, um casal de tatus, um casal de ariranhas e um casal de araras-azul.
– Muito bem, Noé. Orgulho-Me de você. Mas, por que me disse que a maioria já está na Arca? Falta mais algum?
– Falta, Senhor.
– E qual?
Noé olhou para baixo.
– O José Sarney.
– Eu não Me lembro de ter inventado esse tal de José Sarney. O que é um José Sarney?
– Não foi o Senhor que o inventou. Ele é um político brasileiro, que está sentado na cadeira da política desde que a política foi inventada. Mas não ligue, Senhor. Ele é apenas mais um dos dinossauros da política daquele país. Esses dinossauros da política mais atrapalham que ajudam o país, Senhor.
– Dinossauros da política? Tem isso é?
– Tem sim, e como!
– Decidido, então! Espere pelas lhamas, pelos pandas e pelos kiwis. Mas não quero nenhum dinossauro na Arca!

2 comentários:

Rui Morel Carneiro disse...

Muito bom!

Karol Chock disse...

Muito perspicaz!!!