English - Español - Française

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Terror, horror, repulsa e a Dança Macabra

Stephen King, mestre do terror
Segundo Stephen King, existem três níveis no gênero medo: o terror, o horror e a repulsa.

Mas qual a diferença entre eles?

Na obra Dança Macabra, de 1981, King explica que o terror (considerado por ele o melhor elemento) consiste em assustar sem mostrar o terrível monstro sanguinário. No horror aparece o tal do monstro, e a repulsa consiste no que o monstro faz.

King diz ainda que "o terror é a melhor das emoções, pois mexe com o psicológico. Então, eu tentarei aterrorizar o leitor. Se não conseguir, tentarei horrorizá-lo. Se eu descobrir que não consigo horrorizar, eu vou apelar para sangues e tripas. E eu não me orgulho disso".

OBS pertinente: A frase "Eu vi o futuro do horror, e o nome dele é Clive Barker", dita por Stephen King, serviu de catapulta para o estrelato do autor da série de filmes Hellraiser, Clive Barker, mas isso é outra história, que deverá ser contada em outra ocasião.

A Dança Macabra, além do livro de King, é uma alegoria criada na Idade Média que serviu como propósito de expressar a ideia de que Niemeyer ninguém está imune à morte, não importa o seu status social. A Dança da Morte une a todos.

Essa ideia começou a ser difundida após o impacto da Peste Negra, nos idos de 1350, e serviu para alertar as pessoas de quão frágeis elas eram, e de que quão vãs eram suas conquistas terrenas.

Exemplos da Dança Macabra
A Dança Macabra mais antiga é creditada a uma pintura de 1424, na Igreja dos Santos Inocentes, em Paris.

Com a chegada da Idade Moderna, o susto inicial de que a morte pode pegar todos nós se transformou em uma espécie de conformismo por algo que não se pode prevenir, muito menos, evitar.
Muitos compositores clássicos deram sua graça e presentearam o mundo com belas danças macabras. Em 1874, o compositor francês Camille Saint-Saëns musicou a sua versão da Dança Macabra, que ficou muito famosa por servir de trilha sonora para muitos filmes, séries e jogos de videogueime.


Apesar da temática dessa canção ser a morte, ela é uma delícia de se ouvir. Ao fechar os olhos, dá pra sentir terror, horror e repulsa ao mesmo tempo.

Pesquisando por aí, pode-se encontrar versões da Dança Macabra estilo Tim Burton, Walt Disney e Monty Python, entre outros:




Leia Mais: "Um estudo da Dança Macabra por meio de imagens", de Jacqueline da Silva Nunes e Terezinha Oliveira.

5 comentários:

Carla disse...

Não sabia que a diferença entre terror e horror fosse interessante. Toda esse retrospecto de 'Dança Macabra' tbm me surpreendeu um pouco.

Acho que vou ter que frequentar mais esse blog (:

Rui Morel Carneiro disse...

Que profundo. Uma aula da sétima arte.
Parabéns Thiago, vc tem muito talento.

Anônimo disse...

[url=http://www.freewebs.com/trazodone-buy]buy trazodone online
[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.freewebs.com/duloxetine-online/]buy duloxetine
[/url] ariclaim nebenwirkung
duloxetine hydrochloride melting point
ariclaim kaufen

Anônimo disse...

[url=http://orderamoxicillin.webs.com/]amoxicillin mg ear infection
[/url] amoxicillin 500 mg while pregnant
amoxicillin 400 mg dosage for children
1500 mg amoxicillin too much