English - Español - Française

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

De como um jogo de futebol pode mostrar uma menina bonitinha em cena de gula

Domingo passado, 15, fui escalado para um jogo de futebol.
Mas a minha escalação foi para cobrir tal jogo, o Campeonato de Futebol Interiorano 2010, em Canoinhas-SC, cidade que estou morando.

Trabalhar no domingo não é lá uma coisa que me agrada, mas se o Faustão trabalha todo domingo, por que eu não? É certo que há uma pequena diferença no milhão que ele recebe por mês ao meu salário, mas tirando isso, estamos em pé de igualdade.

Então, lá fui eu em busca do Estádio Municipal Benedito Therézio de Carvalho, o popular Ditão.

OBS pertinente: Por que a maioria dos estádios no Brasil tem que terminar em "ão"? Só para a Copa do Mundo 2014, dos 12 estádios, 6 terminam em "ão": Castelão, Verdão, Morenão, Vivaldão, Mangueirão e Mineirão. Vamos ver como os gringos vão pronunciar esses nomes...

Mas então, munido de meu crachá, gravador, máquina fotográfica e bloco de anotações, segui para o tal Ditão. Chegando lá, me identifiquei e entrei sem pagar um tostão.
Não paguei um tostão para entrar no Ditão.

Percebi que a população realmente acompanha os times da cidade... legal isso.
Cerveja rolando solta, espetinho, vendedores de pipoca e muitos torcedores exaltados, vestindo camisas de torcida organizada... legal isso.

Fui direto ao campo, entrevistar jogadores e técnicos. Perguntar expectativas e tudo aquilo que jornalista esportivo pergunta.
Depois, subi até a arquibancada.

Ah, na arquibancada sim. Coisa fina! Tirei algumas fotos do jogo para o jornal, depois comecei a me especializar em fotos dos(as) torcedores(as), exclusivamente para o blogue.

Com o fim do primeiro tempo, desci até a tiazinha que vendia água e comprei uma, pois o calor estava calorento, e eu estava mais sem saliva do que alguém que não tem saliva. Vi uma família conversando tranquila, sem dar muita bola para o jogo.


Torcedor exaltado após um gol grita Weee por um mundo melhor


Depois pensei: "Pô, deve ter alguma menina bonitinha por aqui", e comecei a procurar a tal menina bonitinha. Achei uma, e logo tirei uma foto flagrando-a em raro momento de descontração e gula.

Acredite, ela é bonita.
Achei uns tiozões muito engraçados, tirei várias fotos. Mas, ao chegar sonolento em casa, acabei por deletá-las. Fica a dica: não trabalhe sonolento. Isso faz com que você delete fotos importantes.

Voltei à caça das bonitinhas. Encontrei mais uma:

Entenda por bonitinha a da esquerda. A de cima quis avacalhar a minha foto.
Depois, teve um gol que só aquele tiozinho viu.


Foi um jogo sofrido para ambas as equipes, mas vitorioso foi o Primavera em cima do Cruzeiro, por 2 a 1.
Teve a entrega dos troféus, teve muita alegria, cerveja, pipoca, espetinhos, torcida se abraçando e tudo o mais. Isso tudo eu coloquei na minha matéria para o jornal, mas, o que interessa agora mesmo, é provar que aquela menina gulosa é realmente bonitinha:

Não te falei?

3 comentários:

Rui Morel Carneiro disse...

Caprichou nas fotos.

Dani Brito disse...

Achei que você fosse fazer um flagra de alguém com o dedo no nariz, mas as fotos ficaram muito legais e o post muito bom
=D

Graci Polak disse...

Hahahahhaha...

Muito bom!

Foi ovacionado pela torcida quando entrou em campo? No ano passado eu era uma das bonitinhas, mas agora sou só uma gulosa, ahahaha...

p.s.: sugiro outro fotodocumentário quando vc for pra BVT!