English - Español - Française

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Os dois álbuns conceituais de duas das bandas de metal mais legais de todas

De acordo com a Wikipédia, álbum conceitual consiste numa série de músicas que contribuem para o mesmo efeito final ou para uma história única.

É sabido que, desde antes do famigerado "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" (considerado um dos primeiros álbuns conceituais por alguns), já existiam alguns álbuns conceituais, feito por gente muito louca, como Frank Zappa.

Hoje em dia, as bandas estão caprichando cada vez mais em seus álbuns conceituais, compondo obras inspiradas em livros, filmes e até histórias em quadrinhos.

Aqui eu dou exemplos de duas bandas que lançaram pelo menos dois álbuns conceituais. E, o melhor de tudo, sensacionais!

Jesus Cristo e Dom Quixote A primeira música da banda espanhola Mago de Oz que eu ouvi foi Molinos de Viento. Com o controle remoto zapeando freneticamente, acabei parando num canal de televisão equatoriano. O clipe estava começando, guitarras pesadas faziam a base para um violino, um acordeão e uma flauta. No vocal, a mistura de Lemmy Kilmister com Obelix.


Só umas três vezes depois foi que eu me atentei ao nome da música, aí fui pesquisar sobre a banda e tive uma surpresa agradável: essa música faz parte de um disco inspirado em "Dom Quixote de La Mancha", o melhor livro de todos os tempos. Não tardei em baixar o disco inteiro, e logo depois a discografia inteira da banda.

O nome do grupo já é curioso, pois também vem da literatura.
Mas, quixotismos à parte, esse disco não foi o primeiro conceitual do grupo.
O segundo disco deles foi o primeiro conceitual: Jesús de Chamberí.
Com músicas como "El ángel caído", "Génesis" e "La última cena", foi a partir desse disco que o grupo começou a fazer letras com críticas à Igreja Católica. Preste atenção em Judas, a letra é pesadíssima. Polêmica!


Essa música tem o final mais legal que eu já ouvi...

Nostradamus e Galileu A teoria do heliocentrismo prova que a Terra gira em torno do Sol. Quando Copérnico a formulou, não teria conseguido provar.
Anos depois, Galileu conseguiu a prova que faltava, mas a ideia do Sol ser mais importante que a Terra era uma heresia para a Igreja Católica. Galileu teve de negar essa teoria diante da Inquisição, mas logo depois, teria soltado sua famosa frase "Eppur si Muove" (mas ela se move).

Em 2004, a banda alemã Haggard lançou "Eppur si Muove", álbum conceitual baseado na vida, nas ideias e toda luta de Galileu para provar que estava certo. A música título é a mais conhecida da banda, e é cantada em três línguas (inglês, alemão e italiano).


OBS: A banda tem 22 integrantes.

Antes de "Eppur si Muove", o Haggard havia lançado "Awaking the Centuries", baseado nas centúrias de Michel de Notre Dame, o Nostradamus. Disco que eu ainda não baixei, mas na minha lista...

Nenhum comentário: