English - Español - Française

segunda-feira, 9 de março de 2009

Para Juçara

- Mãe, não tenho palavras para lhe dizer o quão importante você é para mim. (Bem, se eu não tenho palavras, por que então eu já escrevi quatorze palavras? Deixe-me começar de novo...)

Mãe, tenho quatorze palavras para lhe dizer o quão importante você é para mim.

- E quais são, filho?

- "Mãe, tenho quatorze palavras para lhe dizer o quão importante você é para mim."

Peraí, mãe. Deixe-me começar de novo de novo...

Mãe, tenho mil palavras para lhe dizer o quão importante você é para mim...

- Sim?

- Ah, mãe... todo mundo sabe o quanto uma mãe é importante para um filho, né? Não preciso repetir...

- Hum...

- Mesmo porque, sem uma mãe, um filho não existiria...

- Ah, filho... uma mãe sempre adora ouvir palavras bonitas da boca de um filho, mesmo que...

- Então, porque sem uma mãe, um filho não cresceria bonito e saudável(?). E outra, é uma tremenda bobagem pensar na idéia de um homem gerindo um filho sozinho, né mãe? E é para isso que servem as mães, para cuidar dos filhos. E você, mãe, não está longe disso... Pelo contrário, você está muito perto disso. E outra, mãe, quando você...

(Semblante triste da mãe)

-------------------------------------------------------------------------

A brincadeira acima foi apenas uma brincadeira. O final não foi muito legal, então, resolvi mudá-lo:

- Mãe, não são quatorze, muito menos mil palavras que eu tenho para lhe dizer. Apenas duas: "Te amo!"

Hoje, dia 9 de março, é o aniversário da minha mãe, uma mulher muito bonita que está a cada ano mais jovem.

Parabéns, minha linda! Te amo assim ó!

OBS: no blog Aprendendo por aí, tem uma relação de mais aniversariantes do mês de março. Mas aí já é outra história...

2 comentários:

Tatiana Lazzarotto disse...

que lindo...
conheci pouco sua mãe, mas o suficiente para saber que ela é uma mulher forte e apaixonada (e não falo apenas do amor pelo seu pai). Duas características que eu gostaria de ter.

Leila disse...

A dona Juçara é um doce... E tem uma paciencia com a gente... coisa de maezona mesmo...