English - Español - Française

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

A Liga Extraordinária

Descobri uma brincadeira bem legal, que eu vou fazer.

Ano passado li "O retrato de Dorian Gray" (Oscar Wilde), a história de um rapaz londrino que se apaixona pelo seu próprio retrato pintado em um quadro.

Depois de pronto, Dorian percebe o quanto seu retrato ficou "legalzão" e, então, decide fazer um pedido inusitado: que ele fique jovem para todo o sempre.
E, que assim seja, suas feições joviais nunca mudam. Enquanto isso, o seu retrato envelhece.
É o que posso chamar de terror psicológico.

Dorian Gray: "Ah, que lindo eu sou."

Hoje, exatamente hoje, terminei a leitura de "O médico e o monstro" (Robert Louis Stevenson). Essa é a história de um cientista londrino chamado Henry Jeckyll, que, às turras com outro cientista, cria uma fórmula mágica. Ao bebê-la, acaba por se transformar um outro homem, neste caso, Edward Hyde.

Uma tremenda bobagem mostrada em filmes e desenhos é que Mr. Hyde não passa de um monstro feio, peludo e gigantesco. Na verdade, o monstro a que o título se refere é apenas figurativo, no qual o pobre doutor Jeckyll libera o seu eu assassino e cruel, nada de corcundas ou zarolhos... É Hollywood estragando um clássico.
Mais uma vez, é o que posso chamar de terror psicológico.

Dr. Henry Jekyll: "Hora de morfar para Mr. Hyde!"

Bem, querido(a) leitor(a), o que eu quis dizer com toda essa bobagem literária aqui em cima, e a tal brincadeira bem legal que eu vou fazer, é que, se algum leitor mais atento desse blog percebeu, é que os dois personagens acima citados fazem parte da "Liga Extraordinária":

"Somos um grupo tão numeroso quanto os Titãs!"

Bem, já li a história de dois dos personagens, agora só me falta conhecer a história de Mina Harker, no livro "Drácula" (Bram Stoker), do Capitão Nemo, das "20000 Léguas Submarinas" (Júlio Verne), do Rodney Skinner, do "O Homem Invisível" (H.G. Wells) e Alan Quatermain, de "As Minas do Rei Salomão" (Henry Rider Haddad).

É, deve ser uma brincadeira legal mesmo... Só lendo pra saber.

OBS: Livros comprados nos sebos de Curitiba.

Um comentário:

Fabi disse...

E o Americano ridiculo que eles colocaram como amigo do Quatermain no filme?
Não tem em filme nenhum!
Hollywood é besta!
uhhuhuuhUuhUHuhuhUH

ps: uma vez eu li 20.000 léguas submarinas numa colação ilustrada do mickey! Mas o mickey nao aparecia no livro de verne!!
Supimpa!!
huahuaauhauhauhuh