English - Español - Française

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

O reveillon e a mudança na língua portuguesa

No dia 31 de dezembro de 2008, fomos acampar.
O lugar era belo: cachoeiras, piscinas, tobogãs, churrasqueiras e toda a folia de fim de ano.


Certa feita, meu pai apontou para algumas pessoas que, além do horizonte, faziam folia com som alto. Todos olharam.

Como era dia 31 ainda, eu pensei: "Eles vêem os foliões ao longe".
Aí, de repente, aqueles mesmos foliões vinham em nossa direção. Pensei: "Aqueles foliões vêm em nossa direção". Ninguém da minha família acreditou, então pensei: "Eles não crêem".

Enfim, curtimos o reveillon e fomos dormir nas devidas barracas.

No outro dia, acordamos e percebemos que os mesmos foliões faziam folia com som alto além do horizonte. Todos da minha família olharam.

Como já era dia primeiro de janeiro de 2009, eu pensei: "Eles veem os foliões ao longe".
Aí, novamente, aqueles mesmos foliões vinham em nossa direção. Pensei: " Aqueles foliões vem em nossa direção". Ninguém da minha família acreditou, então pensei: "Eles não creem".

É... o nosso reveillon, além de proporcionar uma folia divertida, também nos propiciou uma mudança brusca na língua portuguesa.

Um comentário:

Dom disse...

Sancho Pança
(ventoonde.blogspot.com):

As mudanças são benvidas, até as da língua portuguesa, mas quem vai "trinca os ovo" vai. Onde já se viu tirar o acento de jibóia, vai ficar jiboia, nada a ver..e3h3ehh3