English - Español - Française

sábado, 23 de agosto de 2008

A piada do candidato sem saco

Hoje foi um dia engraçado, ainda mais na hora de irmos embora do trabalho.
A motorista é uma senhora que é mais festeira que a gente. Ela vive contando altas histórias dos "bailão" da terceira idade que ela frequenta. É muito divertido!

Lá pela 18h30 ou 19h, vai saber, D. Irene foi nos levar para nossas respectivas casas: a Maristela, o Renan, a Cris e eu.

Quando ela parou o carro no semáforo, ao nosso lado parou um caminhão de som do candidato concorrente, e a gente começou a puxar assunto com o motorista, perguntando como estava a campanha do candidato e tal.

Eu comecei a falar mal do candidato para quem trabalho, só para ver o que o motorista falava. E todo mundo no carro dava mil risadas. Inclusive a D. Irene.

Aí o sinal abriu e tomamos nosso rumo. De repente, começamos a rir do outro candidato.
Aí, a D. Irene, que conhece o candidato que estávamos tirando sarro, contou, séria, que ele tinha tido câncer nos testículos.

E nós começamos a rir bastante (que pecado!). Um pouco depois, ela disse: "É sério, gente. Ele até foi pra Cuba fazer tratamento!"

Aí eu virei para os meus companheiros e disse: "Se ele foi pra Cuba ele foi para o lugar errado, deveria ter ido para Sacoba!"

Se tem graça ler isso agora ou não, eu não sei. Só sei que, na hora em que eu falei, o carro quase explodiu em gargalhadas...

3 comentários:

Michele Matos disse...

nossaaaa...maldoso!!!
pimenta nos olhos dos outros é refresco né??
=)

siguilita disse...

e o leite mau na cara dos caretas..........rs

Tatiana disse...

quer fazer o favor de atualizar?