English - Español - Française

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Recados

Sábado. Onze e meia da noite.
Robson leva mais uma vez a xícara à sua boca, deixando escorrer goela abaixo o café requentado pela sua mãe, de manhã. Já está cansado, mas ainda tem a esperança de ver a sua página do Orkut cheia de mensagens.

F5. Nenhuma mensagem. Desde a semana passada ninguém ousou deixar um recado para Robson. Resolve desligar o computador, no instante em que o telefone toca. É Jéferson, seu amigo.
- Ei, Robson. Vamos sair hoje?
- Ah, nem sei. Onde você quer ir?
- Vamos lá na Rafaela! Lembra da bebedeira?
- É mesmo! Os pais dela não estão, né?
- Isso mesmo! Vamos?
- Claro! Eu passo aí te buscar daqui a pouco...
Robson mal desliga o telefone, pega a chave do carro de seu pai e sai de casa, pronto para uma noitada.
- Nossa, aquela amiga da Bia é sensacional! E acho que rola alguma coisa com ela... – comenta Jeferson, de carona no carro de Robson.
- Ah, é? Que amiga? Acho que não conheço.
- A Joana. Achei-a no Orkut. Agora não me deixa mais em paz.

Jeferson, o amigo, dá uma risadinha. E continua.
- Agora tem um monte de amigas dela me deixando recado.

Ao chegarem à casa de Rafaela, percebem a movimentação, a música alta, as conversas, as latinhas de cerveja jogadas no jardim da casa. Os dois entram e partem para a bebedeira.

Robson dá risada, conversa com um, conversa com outro.

Jéferson dá risada, conta para um sobre o futuro romance que vai começar através de recados do Orkut, troca Orkut com algumas pessoas.

Robson fica triste em certo momento da bebedeira. Passa a observar os presentes conversando sobre recados no Orkut. Ouve o Rodrigo dizer que recebeu mais de treze recados só no dia de hoje. Ouve a Mariana contar que sempre manda recado para seus amigos. Ouve a Rafaela dizer que mandou recado só para quem é amigo dela, avisando da festa em sua casa. Ao ouvir aquilo, Robson passa a se sentir a pior pessoa do mundo. Um cara inútil, que não tem amigos, que não tem namorada.
- Ei, cara. – Robson interrompe a conversa de Jeferson com Joana. – Vou embora. Você vem comigo?
- Não tá vendo que to com a mina? - Jeferson grita, irritado. – Você quando fica bêbado fica muito chato! – Jeferson vira-se e dá um beijo na menina Joana.

Robson sai da festa sem se despedir de ninguém, entra no carro e vai para casa, onde vai entrar no Orkut e ficar esperando alguém lhe enviar um recado.

Domingo. Dez horas da manhã.
A página de recados do Orkut de Robson está surpreendente! Cento e oito recados num só dia. O Jeferson escreveu. A Bia escreveu. A Mariana escreveu. O Rodrigo escreveu. A Joana escreveu. Todos escreveram. Até a Rafaela escreveu: “Ontem, nem vi você chegar aqui em casa. Estava todo mundo se divertindo que nem vi você ir embora. Vou sentir muito a sua falta!”. Escreveu a Rafaela, no último dos cento e oito recados de pêsames para o garoto que saiu da festa dirigindo bêbado.

Nenhum comentário: