English - Español - Française

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Quero estar na família "Buarque de Holanda"

Quero que minha filha se case com esse molequinho de nome Francisco.
Mas não um Francisco qualquer. É um Francisco de certa estirpe gloriosa.

Por quê? É o que todos se perguntam nesse momento...
Bem, dizem por aí que é feio dar o golpe do baú, mas uma boa árvore genealógica mexe com a gente, não é?

Veja, a seguir, a herança cultural e educativa que esse Francisquinho tem. Não é pra qualquer um:

Parágrafo um: o pai.
O pai desse Francisquinho é um músico baiano. Certa feita, esse cara maluco esticou as pernas, desceu da rede e teve uma briga feia com o excelentíssimo senhor Ministro da Cultura Gilberto Gil, também baiano. O pai do Francisquinho teve a pachorra de gravar um dos discos mais vendidos no Brasil e Portugal, em 2003, e (pasmem!) enquanto Marisa Monte e Arnaldo Antunes cantavam, ele só ficava de fundo fazendo barulhinhos (tipo uns uhhh, uhhh, ahh. Chegando ao cúmulo de conseguir uns ihhh). O ser em questão é esse aí embaixo: Carlinhos Brown. (Para os que vivem em países de língua hispânica, apresento-lhes como Carlito Marrón.
Não sou Lenny Kravitz!
Parágrafo dois: a mãe.
Helena Severo Buarque. Não, não se trata de mais uma personagem daquela mesmice que são as novelas de Manoel Carlos. Pouco se sabe dessa mulher um tanto quanto reservada. Mas, pelo sobrenome, já podemos ter uma idéia do que vem pela frente.
Parágrafo três: o avô.
Esse olho já diz tudo, não?
Não? Então vou explicar. Esse cara aí em cima lançou mais de 25 discos (ousou lançar um disco auto-batizando-se Julinho da Adelaide, para escapar dos famigerados militares), escreveu peças teatrais polêmicas, livros que fazem Paulo Coelho deletar O Alquimista do seu computador, compôs uma música sobre uma construção, outra sobre uma banda alegre que passa pela cidade e outra sobre jogar pedra numa tal de Geni. E não só jogar pedra na Geni, como também jogar bosta na coitada.
Esse é o avô do molequinho que eu quero que case com a minha filha. Quer mais?
Parágrafo quatro: a avó
Dona Nenê, da Grande Família. Sim! O menino Francisquinho tem a avó mais legal do mundo. E ela ainda é sogra do Agostinho, o que deixa a situação mais legal ainda! Já pensou que legal o churrasco de domingo? Todo mundo reunido: o Francisquinho, a minha filha, eu, minha esposa, o Chico Buarque, a Dona Nenê, a Geni, o Carlinhos Brown, o Agostinho, a Helena Buarque e o Manoel Carlos, que nem foi convidado.
Mas ainda tem mais!
Parágrafo cinco: o tio do avô
Mas quem é o tio do avô do Francisquinho? Todos se perguntam. Duvido que alguém nunca tenha ouvido falar nesse cara: Aurélio Buarque de Holanda. Sim! Aquele mesmo tiozinho do dicionário que todo mundo tem na cabeceira da cama, enchendo de pó.
Bem, não vou esmiuçar a vida do velho Aurélio por que é muita coisa, hein? O cara tem um currículo do tamanho da Grande Família (à Dona Nenê, peço perdão pelo trocadilho). Para saber mais, clique aqui e comprove. Resumindo, em qualquer dicionário de respeito, você vai descobrir que a palavra Aurélio é sinônimo de dicionário.
Aiaiai... Filha, nasça logo pra casar com esse molequinho, o tal do Francisquinho Buarque de Holanda Brown.

5 comentários:

Letícia disse...

Mt legal esse post. Mais legal ainda são os comentários!!!
Bom, só pra dar minha contribuição, queria dizer ao "praque" aí de cima q n se usa "ss" depois de "n", portando "pensar" e "pensava", ok?

Um abraço!

Marília disse...

Aurélio é um primo distante, BEEEM distante de Sérgio.

Anônimo disse...

Dela descendem o conselheiro e ministro do Supremo Antonio Buarque de Macedo Lima, seu filho; o ministro da Agricultura do Império Manoel Buarque de Macedo, seu neto; a escritora e educadora Mary Buarque, sua bisneta; o historiador Sérgio Buarque de Hollanda, seu trineto; os tetranetos Aurélio, Cristovam, Miúcha e Chico Buarque; e a pentaneta Bebel Gilberto.

fonte:
buarque uma familia brasileira

ღ Elci disse...

Adorei essa, merece publicação!

Thiago Silva disse...

Só pra constar...
Você esqueceu de citar o MAIOR historiador que o Brasil ja teve o GRANDE SR. Sérgio Buarque de Hollanda, se não fosse ele o Brasil não teria metade da história contada hj... além de ver o povo Brasileiro de uma forma que ninguém viu antes e pouca gente enxerga depois!!!!